segunda-feira, 27 de abril de 2009

"Oh sorte marrreca!... Não é que só me saem «duques»?!..."

Leio num artigo de Rui Moreira vindo a lume no "Público" do dia 27 de Abril um texto intitulado "Tudo bons rapazes..." onde o autor se atira (literalmente!) a alguns militares ditos "de Abril" como o hoje quase esquecido Rosa Coutinho ou Otelo Saraiva de Carvalho.
E começo por pôr, desde logo, uma questão: por que carga de água teremos nós de apanhar dia após dia com certos fulanos como este mesmo Rui Moreira (ou um tal Miguel Júdice, ou uma tal Helena Matos ou, ainda, uma tal Ester de último nome impronunciável) que, do Futebol à Economia à Ecologia e à própria Política nos massacram diariamente com as suas opiniões e, pior e mais grave (e mais... chato!) ainda, as suas pessoalíssimas «convicções»??!!

Porquê Marcelo Rebelo de Sousa (a coisa mais parecida com Daffy Duck depois do próprio Daffy) na televisão?

Porquê o indigerível Sousa Tavares na televisão e como se não bastasse também no "Expresso"??

Porquê o misantropo e neuropata Polido Valente (a quem um amigo meu, disléxico e duro de ouvido, chama com toda a naturalidade "Poluído da Mente"...) à semana no "Público"?

Que diabo!

Quando não é um é outro--que será que acredita estes fulanos todos (aos quais, de há um tempo para cá, se juntou ainda--como se em vez de "um mal nunca vem só" o dito popular fosse "dez ou quinze males nunca vêm sós!...--Vital Moreira) para que lhes seja generosamente fornecido com uma regularidade que incomoda e inferniza o «caixote-de-sabão impresso» de um jonal que até é globalmente interessante (e ainda mais o seria sem eles, aliás) e de cima do qual parecem ter-se conjurado todos para nos chatear e esticar até ao limite a paciência.

Que diabo! Há tantos escritores, pensadores, cientistas, etc. cujas opiniões e pontos de vista valem a brincar as lucubrações invariavelmente de um modo ou de outro interesseiras deste ramalhete de luminárias suburbanitas por que diabo haviam de ter escolhido logo estes??!!

Eles sabem de tudo, têm ideias e opiniões sobre tudo--do tabagismo à geopolítica, da culinária à economia mundial!

Agora, no caso pelo qual comecei esta 'entrada' são, como disse, alguns dos homns bons aos quais, com todas as suas fraquezas e erros devemos o estar aqui todos a falar.

Que o Rosa Coutinho não sei quê.

Que o Otelo não sei que mais.

E por aí fora.

É algo de verdadeiramente estarrecedor e mesmo inquietante o escandaloso reescrever da História (o indecoroso branqueamento da realidade factual objectiva!) que subjaz ao discurso em questão, o qual concentra um mal (que, por sua vez, recusa aos bombistas e sediciosos de '75, aos "éme-dê-éle-pês", aos "elpes", às "flas", às "flamas" e quejandos e mais às respectivas "embaixadas" ou "testas de ferro" legais, "legítimos") em meia dúzia de figuras que, por terem tido a generosidade (ou a ingenuidade?) de pensar que "estava ali uma revolução a sério" e que a História ia finalmente "poder pender de vez para o lado dos mais fracos" se deixaram apanhar nas malhas de equívocos ou mesmo abertamente de erros de que os "outros", todavia, cometendo erros iguais (e alguns até bem piores e bem mais graves!) na sua qualidade de vencedores de uma História oportunista e perversamente injusta, se safaram, afinal, em última instância, imaculados como Nossa Senhora e os próprios anjos...

[Imagem extraída com a vénia da praxe de tamaraj19.blogspot.com]

2 comentários:

Anita Grey disse...

Obrigada =)
Não conheço mas agradeço a sugestão e vou procurar achar algo deles.
é sempre bom receber sugestões e são muito bem vindas!
Eu preciso mesmo procurar alguma inspiração,conhecer coisas novas porque ultimamente ando muito parada (também tenho que estudar pro vestibular ai complica um pouco...)
agradeço mesmo!!
Abraços

Carlos Machado Acabado disse...

Boa! Fico feliz! Saboreie, horrorize-se e... inspire-se.
E diga-me, depois, o que achou, valeu?...