sábado, 1 de agosto de 2009

"Le Portugal: Un Portrait Social Et Culturel"

Tive, em tempos, um amigo que gostava de citar uma quadra que não resisto eu próprio a... "declamar" hoje aqui, 'inspirado' por um péssimo serviço prestado por um conhecido servidor de televisão do qual apresentei, de resto, já reclamação na DECO---como toda a gente devia, aliás, fazer quando se sente lesada por um contrato pago mas incumprido (ou mal cumprido) e, de um modo geral, sempre que um determinado serviço pelo qual paga lhe é prestado em deficientes condições.
A quadra em causa é:

Vinho e procissões,
Touros, paradas e bola:
São estas as diversões
De um povo que pede esmola.

É assustador pensar que "isto", que era actual em 1960 e pico, permanece rigorosamente actual cinquenta anos (e meia Revolução...) depois!

Meio século onde esta outra "poesia" se tornou, entretanto, por seu turno, o complemento perfeito e ideal da primeira---a que diz:

O Monstro de Loch Ness
(Um torpe mito moderno)
Não me aquece nem arrefece;
Ah! Se o mesmo dizer pudesse
Dos monstros que estão no governo!..."

Ah! Pois é...


[Na imagem: "Fátima? Ça Se Mange?...", colagem sobre papel do titular do blog, originalmente publicada em http://umnaoalexandreonirico.blogspot.com/]

3 comentários:

Gonçalo disse...

Pois também penso assim ou no país dos três efes que continua totalmente actual.São heranças pesadas das quais as novas gerações como a minha (quase na casa dos 30) ou as mais novas ainda têem tido muita dificuldade de se libertar.De quem será a culpa? Talvez de todos nós...

Anita Grey disse...

Pois é amigo Carlos...e pelo jeito,parece que nunca vai mudar né...
abraços!

Carlos Machado Acabado disse...

Aos meus dois amigos-e: concordo, em ambos os casos...
E vocês? estão bem?
De férias, é?
Onde, Amigo Gonçalo?
Onde, Amiga "Anita"?
Contem, por favor!
E onde (e como quer que seja) que sejam óptimas!

Um abraço!

Carlos